Escolaridade Obrigatória

A escolaridade obrigatória, em Portugal, é universal e exerce-se com base na seguinte legislação:

 

“O que é a Escolaridade Obrigatória?”

É um direito e um dever que assiste a todos os cidadãos com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos.

A Escolaridade Obrigatória implica, para os encarregados de educação, o dever de procederem à matrícula dos seus educandos e, para os alunos, o dever de frequência.

Abrange apenas os Ensinos Básico (1º, 2º e 3º ciclos) e Secundário, até ao 12ºano.

“A escolaridade é obrigatória até aos 18 anos?”

Sim. A Escolaridade Obrigatória implica, para os encarregados de educação, o dever de procederem à matrícula dos seus educandos e, para os alunos, o dever de frequência.

A obrigatoriedade cessa no momento do ano escolar em que o aluno complete os 18 anos. Pode terminar antes se o aluno obtiver um diploma de curso conferente do nível secundário (12º ano).

“A escolaridade obrigatória inclui a educação pré-escolar?”

Não, inclui apenas os Ensino Básico e Secundário, visto abranger somente alunos com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos.

A Lei nº 85/2009, de 27 de agosto, consagra a universalidade da educação pré-escolar para todas as crianças a partir do ano em que atinjam os 5 anos de idade. Isto significa que o Estado se compromete a garantir que exista vaga para todas as crianças com 5 anos na educação pré-escolar, caso os encarregados de educação assim o desejem. Contudo, esta não é obrigatória.

“Quando e onde devo inscrever o meu educando?”

A primeira matrícula no ensino básico é obrigatória quando a criança complete 6 anos de idade até 15 de Setembro e realiza-se no primeiro ano do 1º ciclo.

Os alunos poderão matricular-se em escolas da rede pública, particular e cooperativa, bem como em instituições de educação e formação reconhecidas pelas entidades competentes.

“A Escolaridade Obrigatória é gratuita?”

Em Portugal, o ensino é universal e gratuito, por isso não podem ser cobradas propinas, taxas ou emolumentos relacionados com a matrícula, frequência e certificação do aproveitamento em escolas da rede pública. Isto não abrange outras instituições nem inclui material (manuais escolares, livros, etc.).

Os alunos em situação de carência, abrangidos pela escolaridade obrigatória, podem beneficiar de apoios no âmbito da ação social escolar, nomeadamente na aquisição do dito material.

“Quais os deveres e direitos do aluno durante a escolaridade obrigatória?”

Os deveres e direitos dos alunos estão estabelecidos no “Estatuto do Aluno”, publicado através da Lei nº 51/2012, de 5 de setembro.

Para os efeitos de cumprimento da legislação aplicável, anualmente é publicado o Calendário Escola que determina os períodos lectivos e não lectivos.

2 Comments so far:

  1. Aline Oliveira diz:

    Boa Tarde, meu filho completa seis anos em 18 de Outubro, a escola matriculou ele na pré escola, sendo que tenho papéis que comprovam que ele fez a pré escolar em uma instituição da segurança social, tem algo que possa fazer para ele ficar no primeiro ano? Ele vai se sentir desmotivado por ser já adiantado pela idade, aguardando uma resposta com muito agradecimento

    • mel diz:

      Boa tarde Aline,

      Em Portugal, a criança pode entrar após a data de 15 Setembro,6 anos, quando há vaga. Pode se só uma questão logística. Talvez valha a pena tentar reunir com a escola e conversar. A desmotivação pelo avançar da idade pode não acontecer. Eu, por exemplo, tive quase sempre mais 1 ano que os meus colegas (fazia os 7 em Fevereiro) e isso foi uma vantagem. Cognitivamente poderia ter entrado ainda aos 5, mas emocionalmente fui muito mais preparada. Claro que isso será uma questão individual… ele pode estar preparado a ambos os níveis. Tentem conversar com a escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *